segunda-feira, maio 31, 2004

Just a kiss

Humor

"Um tipo decide vender o carro e, como já é usual, utiliza o método de colocar um anúncio com o nº de telemóvel no vidro traseiro do carro.
Dirige-se para o trabalho e conduz muito tranquilamente a 50Km/h. De repente toca o telemóvel, ele atende (sem maos livres).
- Bom dia! Polícia de Segurança Pública e estamos atrás de si. O senhor não sabe que é proibido atender o telemóvel enquanto conduz? Faça favor de encostar, já! "

A culpa é da vontade

Tenho uma vontade escondida e não sei quem culpar. Poderia não culpar ninguem, mas não me parece justo. Assim, determino que sempre que algo não corra conforme os vossos desejos, façam como eu. "A culpa é da vontade" ...e assim fico muito mais aliviado e não me auto digitalizo.

A noite da balda

Não sei se é da minha "juventude" mas ando muito excitado com a noite da balda do próximo sábado. Talvez seja da minha provecta idade mas esta coisa anda-me a abanar o capacete, ou como diria o meu irmao António, está-me a atrofiar a mente. Seja de que forma for é minha intenção não me baldar ao acontecimento até porque na minha idade já acontecem muitas coisas dignas de exitação...talvez seja só ansiedade, por saber que vamos passar 3 longos meses sem nos voltarmos a ver.

Quem é o teu herói

Somos os 3 mosqueteiros
Lutamos contra a opressão
Só clamamos justiça
Que nos alegre o coração

Potros, Aramis, D’Artagham
Cada um escolha o seu
Se estiveres no lado das causas
O teu herói é o meu

Na bainha da minha espada
Quero ver o mal morrer
Quero ver novas sementes
Regadas com justiça a nascer

Um por todos, todos por um
É o lema porque lutamos
Sempre do lado dos pobres
E também dos que amamos

Somos os 3 mosqueteiros
Lutamos com muito ardor
Para por na “estrelinha”
O Sol do nosso amor

O primeiro passo

O Curso de programação e treino mental para jogadores de golfe, não é mais do que a PNL adaptada à modalidade e este fim de semana decorreu o 1º curso que foi mais que um momento, foi mesmo uma emoção. Uma emoção ver concretizado no terreno um sonho que há dois meses atráz não estaria na mente dos mais optimistas.
Ver o José Figueira com uma desenvoltura técnico linguística e com um swing verbal de verdadeiro profissional é revelador das suas capacidades ilimitadas, mas isso já todos nós lhe reconhecemos.
Gostei imenso da reacção dos participantes. Se havia alguma incredibilidade ela dissipou-se. Se havia alguma reserva ela evaporou-se. Se havia promessas de certezas hoje há convicções ilimitadas.
Depois do curso terminar aquela imagem da sala, como o desfazer da feira, garrafas de agua vazias espalhadas pelo chão, a sala desarrumada continua viva, como continua viva a imagem dum abraço trocado entre dois seres humanos, como que a dizer: “Vale sempre a pena quando se é persistente e se consegue o sonho que desejamos”.
Queria aqui registar o meu testemunho de gratidão, porque até pode ser que tenhamos dado um pequeno passo, mas foi sem duvida o primeiro e por isso nunca o esquecerei que foi a teu lado que o dei.

Viagem à boleia da vida

Estou a conduzir em plena curva e assalta-me a confiança para acelerar ou para por o pé
no travão. Por prudência o travão seria o mais aconselhado. Por ousadia o acelerador seria a tentação. Por racionalidade também posso manter a velocidade ou reduzir com a caixa de velocidades e deixar o carro completar a curva e acreditar que na recta que a precede será o local ideal para testar todas as minhas indecisões.
Sinto o depósito meio vazio, meio cheio. Posso optar por atesta-lo, ou percorrer mais uns kilometros e então aí sim atesta-lo. Também posso optar deixar que acabe a gasolina até à ultima gota e esperar pelas sensações que daí possam advir. Mas que raio, o problema está no carro ou no condutor?
Por acaso penso que está no lugar vazio que sinto no lugar do passageiro.

domingo, maio 30, 2004

Uma nova FASE

Ás vezes uma nova fase surge na nossa vida.

É verdade que já a desejavamos á algum tempo mas por vezes nunca tinhamos pensado que seria daquela forma,por vezes até nem começa da melhor maneira.

Por vezes pensámos que queriamos uma nova fase mas nem nos questionamos se estamos dispostos a pagar o preço que isso implica, por vezes inicia-se com um sofrimento (nosso ou dos outros)que é muitas vezes exatamente daquilo que queremos fugir.

Por vezes essa nova fase começa com um desejo secreto que não se realiza, era simplesmente o barco para chegar lá.E o que eu sei é temos de ter cuidado com o que sonhamos porque sonhos realizam-se embora a sequencia seja por vezes diferente da que o nosso Ego nos quer vender, e nesse caso apanhem o barco para poderem chegar lá.

Ontem O Tito e o Zé inciaram uma nova fase. Parabéns

sábado, maio 29, 2004

A ARVORE DE CANCHTTZ


A 28 de Maio foi plantada a arvore que representa o espirito dos Sevenup no green do "Queridinho". Tem sido uma romaria a curiosidade e a opinião dos cépticos em relação à adaptação climatérica da oliveira. Mais um desafio a acompanhar e que iremos dando notícia.

Canção Brasileira

"O medo de amar é o medo de ter
Que a todo momento escolher
Com acerto e precisão
A melhor direção"

sexta-feira, maio 28, 2004

INÊS MELO

No passado sábado tivemos o prazer de conhecer a Inês, mau grado por breves instantes, mas o suficiente para sentir uma energia positiva. Espero ter o prazer de nos voltarmos a rever.

A vida é um rendado que se preenche com flores

Ana Gioconda

Mãos ao alto - Cris no momento do assalto

Reparem o cabelo do Helder a crescer -aponta o Zé com o dedo!

Riem de quê?...

Almas do outro mundo

Eleanor Roosevelt (1884-1962)

"You gain strength, courage and confidence by every experience in which you really stop to look fear in the face. You must do the things you think you cannot do."

GOLF-PMG PROGRAMAÇÃO E TREINO MENTAL PARA JOGADORES DE GOLFE

Com inicio amanhã, realiza-se o 1º curso da GOLF-PMG em Espinho. A PNL ao serviço do desporto, neste caso do golfe, conta com a presença dum vasto auditório entre os quais figuras destacadas no panorama nacional.
A GOLF-PMG -Programação e treino mental para jogadores de golfe- é pioneira em Portugal na aplicação da Programação Neurolinguística e irá disponibilizar entre outras novidades cursos para jovens em formação desportiva e tambem um modulo para senhoras que procuram no golfe um desempenho optimizado. Oportunamente serão divulgadas as datas destes eventos. Os cursos serão ministrados pelo Dr. Jose Figueira Master-Ptractitioner e Trainer em PNL e conta ainda com a colaboração de Orlando Macedo.

quinta-feira, maio 27, 2004

Depressão incorregível

"Mesmo quando estamos deprimidos e ninguém nos liga nenhuma....
...há sempre um vírus informático que nos manda um email...."

Musica antes de jantar

estavas do outro lado a tricotar janelas
vias-me em segredo ao debruçar-te nelas
cheguei-me a ti disse baixinho "olá",
toquei-te no ombro e a marca ficou lá

Sergio Godinho

A pensar em ti

Neste ar de espaços extintos, as traves das minhas certezas estremecem e, no silêncio, sem se agitar, a tua forma vinca o meu vazio.

Há pessoas...

Há pessoas com tristeza, há pessoas que não sabem da beleza, há pessoas que se não sentem muito bem entre pessoas, há pessoas que nunca estão contentes. Há pessoas que pedem, há pessoas que não acreditam, há pessoas que não se comprazem ou simplesmente não se satisfazem e outras mesmo que até se não refazem. Há pessoas que não tem tempo, há pessoas que não tem momento, há pessoas todas ao contrário e outras que se não desmentem. Há pessoas feita de pó e outras de carne e sempre há pessoas feita de pessoas. Há pessoas sem ser pessoas e outras simplesmente são crentes e videntes. Há pessoas no mundo, num local ou num lugar e num momento em que pessoas existem como essas pessoas e por causa delas necessáriamente dizê-lo é premente, neste ou noutro momento necessáriamente ou mesmo vagamente. Há pessoas...e eu importo-me com elas. Há pessoas...como eu.





PARABENS F.C.P.


Os medos da Cris

A derrota só é certa quando se tem medo de ganhar.

Desperdício

Ás vezes desperdiçamo-nos. O nosso verdadeiro desejo é deixar de viver exclusivamente para nós próprios.

Saul Bellow

quarta-feira, maio 26, 2004

Conquista

Livre não sou, que nem a própria vida
Mo consente
Mas a minha aguerrida
Teimosia
É quebrar dia a dia
Um grilhão da corrente.

Livre não sou, mas quero a liberdade.
Trago-a dentro de mim como um destino.
E vão lá desdizer o sonho do menino
Que se afogou e flutua
Entre nenúfares de serenidade
Depois de ter a lua!

Miguel Torga

A idade e o amor

"A idade não protege contra o amor.
Mas o amor, em medida certa, protege contra a idade"

Jeanne Moreau - actriz

MEDOS

Medo de voar é o que literalmente sinto não é só a 3600 metros é mesmo de voar na vida.

Medo do meu próprio poder talvez seja o meu unico medo. Antes tinha medo do exterior, dos outros do que podia acontecer, hoje definitivamente só tenho medo de mim própria.

E o que aconteceria se não tivesse medo?
Não sei o que aconteceria, talvez porque tenho medo até de pensar nisso.
Todos os dias me imagino a saltar do avião para me ir visualizando.

Inseguranças à parte gostaria de saltar como o Nuno, gostaria de fotografar (captar a essencia da pessoa) como o Tito, gostaria de ser focada como o Zé, gostaria de perceber de astros como o Helder, entregar-me aos objectivos como o Tó, ter tudo para dar certo como a Ana e conciliar Medicina com o Cósmico como Carlos.
Estas são apenas algumas das qualidades que eu admiro em vocês.

Ultrapassar cada vez mais o medo de sofrer e entregar à emoção e viver cada dia como unico,rir e chorar dar e receber ganhar e perder, descobrir o meu poder nas minhas fragilidades enfim usufruir de tudo o que realmente me faça sentir viva e potente.

E estou cada vez mais feliz por toda a serenidade que alcancei e principalmente por toda a rotina segura que larguei.

Só que meus amigos a questão é que quanto mais eu sinto que sou forte mais frágil eu me sinto e quanto mais corajosa eu me sinto mais medos descubro em mim.

Onde está a magia?

No principio o fim não é muito importante. É a magia do inicio que me move.

A resposta está nas tuas mãos

"Havia certa vez, uma menina muito esperta, que sempre tinha as respostas mais inusitadas para as perguntas mais dificeis. Esta menina tinha tomado conhecimento da existência de um grande sábio de sua aldeia e da sua invencibilidade quanto às respostas que dava: ele sempre as tinha em mente e na ponta da língua.
A menina decidiu, certa ocasião, que enfrentaria o sábio, pois dizia que saberia como vencê-lo.

Ela dizia: - "Sabe como vou derrotá-lo? Vou propor um desafio. Vou carregar em minhas mãos uma borboleta viva, e vou perguntar-lhe se a borboleta está viva ou morta. Se o sábio responder que a borboleta está viva, vou esmagá-la em minhas mãos, fazendo com que ele erre a resposta, e assim estará perdido. Se o grande sábio responder que a borboleta está morta, abrirei minhas mãos e a borboleta voará o mais alto que puder, e assim eu vencerei de qualquer jeito."
Chegando a menina até a casa do sábio, bateu à sua porta, e ao encontrá-lo, fez a tão planejada pergunta:
- "Sábio, eu tenho um desafio. Diga para mim se a borboleta que está em minhas mãos está viva ou morta."

O velho, sem hesitar, respirou suavemente, e com grande sabedoria responde-lhe:
- "Minha cara , a resposta está nas suas mãos."

COISAS DE GUERRA...

A minha guerra naquela altura estava algures no Norte de Angola e eu era um dos elementos do Jornal do subsector que, diziam, o melhor da tropa em Angola.
O alferes Bolinhas estava de oficial de dia quando nos encontrámos e chamou-me ao respectivo gabinete para me dizer que o comandante estava furioso comigo e tinha mandado suspender e recolher os jornais já distribuídos.
- É por causa do teu artigo, disse-me – o que é que escreveste?
- Umas coisas acerca do Vira Latas, retorqui.
- Vendo a cara dele, bolachuda e com aquele ar de quem conhece nos mais pequenos pormenores a alma humana, não viesse ele de soldado da GNR a quem o médico perguntou, nessa altura, o que tinha ele na barriga, para, anos depois e já sargento o mesmo médico lhe tratar do estômago e, por este andar, como dizia, agora que sou oficial terão que me tratar do ventre. Eis o Bolinhas!
- O Vira Latas era o cão querido da rapaziada que o comandante mandou abater. Andava connosco por todo o lado, desde o serviço de guarda onde era mais eficiente nas rondas que certos graduados, até ir com o pessoal para a senzala em incursões de amor. Até lhe arranjámos uma cadela e também com a rapaziada para os copos... Contava a história dum amigo. O pessoal vai rever-se nela...
- Só isso?... Não escreveste mais nada?...
- Bem, só se o nosso comandante não gostar do cão mesmo depois de morto, adiantei.
- Também o eclesiástico estava aos saltos e tu dizes que não é nada de especial, insistia o Bolinhas.
- Meu alferes, só se for pelo título, letras de corpo 48...
- E que diz o título acerca desse teu defunto amigo?
- Diz... bem... é o que eu sinto. Diz: REQUIEM POR UM CÃO VADIO!

publicado a pedido de HELDER LOBO

Hoje é o dia...

Eu tenho um sonho hoje...
Um sonho que me faz lembrar aquele dia em que o azul do céu, a brisa matinal, o cheiro da maresia e a luz do dia faz com que o meu ponto fraco seja o meu ponto mais forte,
a minha tristeza seja a minha alegria, a minha dor o meu prazer e a minha ansiedade o meu bem-estar.
Eu tenho um sonho hoje, sonho que um dia as nações se levantarão e viverão e vão pôr em prática o verdadeiro significado de sua crença mais elevada - nós celebraremos estes princípios e eles serão claros para todos - que os homens são criados iguais e têm todos o direito a construir o paraíso para si e com todos os outros juntos à mesa da fraternidade num mundo tornado num oásis.
Eu tenho um sonho que minhas filhas e os filhos e filhas das minhas filhas e as outras crianças do mundo irão viver numa só nação onde o único fim é o crescimento em sabedoria, amor e plenitude. Eu tenho um sonho hoje quando cheiro a maresia e vislumbro a luz do dia...
Eu tenho um sonho que um dia meninos árabes e judeus, cristãos, não importa o quê, poderão unir as mãos como irmãs e como irmãos. Eu tenho um sonho hoje quando a luz azul do céu matinal me faz lembrar que um ponto fraco que pulsa ritmicamente no homem como base da vida se tornará a sua fortaleza!
Eu tenho um sonho que um dia todo vale será exaltado, e todas as colinas e montanhas virão abaixo, os lugares ásperos serão aplainados e os lugares tortuosos serão endireitados e a nossa glória será revelada e todos os actos contribuem para o nosso júbilo, todos juntos.
Este é o momento da realização da nossa esperança. Com esta convicção ilimitada nós poderemos cortar da montanha do desespero uma pedra de segurança. Com esta convicção nós poderemos transformar as discórdias em uma bela sinfonia de fraternidade, amor, união... Este será o dia, este será o dia quando todas as crianças poderão cantar uma nova canção com um novo significado. - De qualquer lado da montanha, ouço o sino da acção pessoal, do abraço, da confraternização.
E assim ouviremos todos os sinos uns dos outros no extraordinário topo da montanha.
Em todas as montanhas, soarão as trompetas da transformação e do crescimento sem limites e quando isto acontecer, quando nós permitirmos o nosso sino soar, quando nós deixarmos ele soar em toda a moradia e todo o vilarejo, em toda a cidade e em todo estado, nós poderemos acelerar aquele dia quando todas as crianças homens pretos e homens brancos, árabes e judeus , protestantes e católicos, poderão unir as mãos e cantar e dançar e como a Fénix renascer do fogo para a cada instante se maravilhar dos novos mistérios contidos naquele peito que nunca mais, nunca mais poderemos aprisionar.
Eu tenho só um sonho:
Compartilhem!

... um blogger...

Imaginei que era um local de encontro para practioners
de partilha, aprendizagem, convívio
e vejo uma pessoa que vive nele
se empenha a alimentá-lo e perfumá-lo
a querer chegar aos outros e partilhá-lo

e noto um silêncio que me parece incongruente com o que vi
como se alguém estivesse sedento no deserto e ninguém se importasse com isso.

Texto de ANTONIETA FARIA

A dinâmica do perder e ganhar

Só é possível perder tanto e simultaneamente ganhar tanto quando se é um herói.
Quando se tem a coragem para dar um passo mais além dos passos mais vitoriosos que já demos na vida.
Quando se tem a coragem de largar a âncora que a gente pensa nos protege de cair no abismo, naquele abismo que sempre pensámos ser um abismo.
Quando temos a coragem para enfrentar o dragão e não lutar com ele mas simplesmente amá-lo pelos serviços que um dia nos prestou.
E quem merece louvores sou sempre eu, o único, o herói, o que preparou o caminho da libertação das amarras do hábito.
E para tudo há um momento que podemos apressar ou não. Depende do que procurámos e encontrámos no caminho, um livro, um curso, uma mão suja estendida, um velho com um sorriso platónico, um pássaro que de repente lança um grito estridente em frente do pára-brisas, o som dum campanário distante ou simplesmente uma brisa.
Não sou eu, és tu. É a tua alma aberta ao infinito das possibilidades que vão para além do sonho.
Não sou eu. É o herói em nós, não só em mim, mas em ti e em todos nós. Mesmo naqueles na valeta da vida que nunca tiveram tempo nem possibilidades para comprar um espelho.
Obrigado herói.

Para outros anónimo, para mim um nome

A minha resposta:

Um BLOGGER é mesmo assim...

A internet está cheia de voyeurs
Quando se dá nunca se sabe o que está do outro lado
Nunca se sabe o que por aí entra
Nem se sabe se se recebe.
É a liberdade total
A completa anarquia
É um novo mundo
Sem exigências.

Dá-se
E`as vezes recebe-se, não daqueles que esperávamos, mas de milhões de outros espalhados pelo mundo
que não conheço, mas que são como eu, que têm um nome, família, e também as suas preocupações...

Recebe-se muito pela internet, sem nomes
e é bonito assim

E quem sabe, talvez a nossa voz ressoe numa alma a milhares de quilómetros de distância
e faça uma criança feliz... quem sabe!

Não sei se já reparaste que recebes quando o que fazes, fazes sem a intenção de receber.
O mundo é mesmo muito esquisito.

Gostamos de algém que dá toda a sua alma como é,
sem esperar nada em troca.

Quanto menos se espera receber mais se recebe,
não é assim?

a internet é pois assim...
um saco cheio de iguarias
é só saber procurar e
estar aberto para elas!

Como é possível ter perdido tanto em três meses e estar mais rico?

Como é possível ter perdido tanto em três meses e estar mais rico? Quantas convicções me fizeste alterar, quantos caminhos novos me fizeste descobrir. Quanto alimento para o futuro.
Fui quase toda a vida alheio a sensações radicais, vulgo medricas, brejeiramente falando, um cagarolas, desde não gostar de andar na montanha russa ou das cadeirinhas de carrossel nas feiras populares. O que terá acontecido ao ponto de estar a um passo de saltar de pára-quedas? O que terá acontecido a um homem repleto de convicções que eram autênticas cavernas empedrenidas e as vê ruírem em apenas três meses e em simultâneo abrirem-se-lhe tantas possibilidades que a luz que entra pela porta é tanta que chega a cegar.
Verdade seja dita que o José Figueira, sempre nos disse desde a primeira hora “Não acreditem em mim”.
Como vou esquecer a primeira vez que parti a tábua?
Como vou esquecer a primeira vez que saltei para cima de vidros?
Como vou esquecer a travessia sobre o fogo caminhando sobre brasas incandescentes?
Tal como Moisés, tu avançaste e nós seguimos-te. A tua alegria foi aumentando à medida que cada um de nós atravessava por cima das brasas e nos recebias em abraços gritando “CANCHTTZ”.
Penso que o facto de ninguém ter ainda relatado a experiência inolvidável do ultimo fim de semana se deve ao facto de ainda não termos regressado no nosso próprio tempo ao “aqui e agora”

Hoje é aquele dia...

Hoje é aquele dia em que o azul do céu, a brisa matinal, o cheiro da maresia e a luz do dia faz com que o meu ponto fraco seja o meu ponto mais forte, a minha tristeza seja a minha alegria, a minha dor o meu prazer e a minha ansiedade o meu bem-estar. Há poucos dias assim na vida de uma pessoa, porque passamos a maior parte da vida a fazer de conta. Quantas vezes não fazemos de conta que somos pais, maridos, esposas, chefes,amigos,etc. E é exactamente num dia como o de hoje que consigo transformar a vida num conto de fadas, ajudar a realizar os sonhos dos outros, a semear amor e a distribuir o melhor que há em mim.
Ouço os sinos num campanário.É uma sensação única, o barulho dos sinos da igreja a tocar. Tem aquela tonalidade saudosista dos tempos do recreio na escola primária.
Hoje é aquele dia em que desejo que o primeiro passo de um amigo num novo desafio se concretize em sucesso, apenas porque lhe lancei a semente e ele vai começar agora a cavar. Sonho com a colheita e com o prazer dele estampado no rosto. Sinto-me feliz com a felicidade dele. Regozijo-me com o sucesso dele…e vou estar ao lado dele na hora em que os nossos corpos se tocarem no abraço fraterno que nos envolverá, como o dia de hoje fez comigo.

Do fogo nascem as brasas que se transformam em cinzas


terça-feira, maio 25, 2004

C.C


C.C. quer dizer "caca de cão" nos jardins da Cris é sinónimo de terra bem estrumada.


Tó sem espaço integral à procura do seu espaço.

Carlos


Carlos em vias de integrar o mundo do golfe.

O Astrólogo


Helder na sua melhor pose.

Antonieta


Muito expressiva, muito simpática, muito bonita.

Vian


Vian no seu melhor.

A Hierarquia


A Ana sempre na 1ª linha

Nuno


A emoçáo estampada no rosto após partir a tábua.

O Incorrigivel


Qual a cor dos olhos do Tito?

Mestre Jose Figueira


Modelar as gargalhadas do Zé será um dos meus próximos objectivos.

A ARVORE DE CANCHTTZ


Finalmente chegou a Espinho e amanha será plantada no green do Queridinho.

Cris


Quem não me der feedback, já sabe o que o espera!

Novo Desafio! (Agora é que isto vai aqueçer sem nenhuma brasa)

O próximo desafio já é nosso.

Bem-vindo ao salto tandem. Saltar de para-quedas a 3600mts de altitude não é nada para quem parte tábuas, anda sobre o fogo e salta para cima de vidros.

Preço individual:

Salto 150€ Salto+vídeo 200€ Salto+vídeo+fotos 225€

Preço grupo (mín 3 pessoas):

Salto 140€ Salto+video 175€ Salto+vídeo+fotos 195€

Agora só falta agendarmos um dia. Já ouvi da maioria que gostariam de ir saltar mas sem acção nunca vi nada a ser feito.

Sugiro datas em Maio: 29 ou 30
Junho: 12/13/19/20/26/27

Não há hípoteses de perderem a maior emoção de toda a vossa vida! A metáfora que na realidade não existe absolutamente nada que vos impeça de alcançar o que querem.

Agarrem esta oportunidade e aproveitem a onda dos Masters da Vida. Todos temos mais força!!!

Para ficarem mais informados vejam o site www.semlimites.online.pt é o nosso instrutor.

Têm que conhecer uma das pessoas mais fantásticas em Portugal, Carlos Ferreira. Ele é especialista em quebrar barreiras sem limites nenhuns.

"O Céu não é o limite é apenas o ponto de partida"

Vejam este site !

Vale a pena acrescentar aos vossos favoritos

http://www.forbetterlife.org/

Fotos

Tito:

Como posso por fotos no blog???

Feedback Feedbak Feedback

A Cristina foi a primeira a pedir feedback a todos, parabéns!
Eu vou segui-la quero a começar a receber todo o vosso feedback. Estou preparado e entendo que as coisas mais duras são as mais proveitosas.
Quanto mais feedback me deram mais qualidade vos darei.
Se o Bill Gates aprendeu isto e é o homem número um no mundo de negócios eu também quero aprender.

Your most unhappy customers are your greatest source of learning."

Bill Gates (1955 - )

LÁGRIMAS

São as gotas frescas que brotam do meu coração quando estava a ler tudo o que escreveram nestes ultimos dias, ultrapassamos o 1000 e foi só a principio do fim.

OBRIGADA

PRÉMIO

Por unanimidade a Direcção dos 7up decidiu que o visitante nº 1000 do blog, fosse comtemplado com um prémio surpresa. Para ter direito a receber o referido prémio apenas terá de "printar" a página do blog com a respectiva numeração. O prémio será uma agradavel surpresa!

MIL VISITAS

O Blogger PNL-Sevenup vai atingir nos próximos momentos as 1.000 visitas. Um milhar de visitas em três meses.
Quantos bloggers se podem orgulhar disso?
Quem será o milésimo visitante?
Que se anuncie. Publique ou dê o seu PLING.
Que o seu PLING venha a figurar na nossa história que fará também parte da história da PNL em Portugal.
Que o seu pling a anunciar o milésimo venha juntar ainda mais ao espírito de Crescimento contínuo, amor, desbravamento, magia, respeito, paz, alegria, unidade, surpresa, aventura, justiça, etc. em que os sevenup estão empenhados.
Obrigado a todos

TOTOLOTO

Mais uma vez os SEVENUP não acertaram no Totoloto o que significa mais uma oportunidade em aberto para a próxima semana.

segunda-feira, maio 24, 2004

Vian e Antonieta

Os pés descalços do Restelo

Coisas de alentejanos...

Dois alentejanos resolveram abastecer-se de grão na seara dum latifundiário.
É sabido que ladrão se quer só tal como "as meninas". Daí que, separados, sem que um soubesse a intenção do outro lá caminharam em sentidos opostos para o respectivo reabastecimento.
Era Agosto e o grão estava seco fazendo por isso um certo barulho quando era apanhado.
Um dos alentejanos, vendo o compadre a abastecer-se escondeu-se por detrás dum chaparro, aparecendo-lhe na frente quando este se aproximou, dizendo-lhe:
- Com que então, compadre, a roubar granitos?
- E tu, meu cabrão, andas a semeá-los?

publcado a pedido de HELDER LOBO

As velas e o Vento

Lembram-se do José Figueira, essa personagem quase “mítica”, quando nos contava aquelas metáforas que só ele sabe contar e quando interrompia sempre antes de acabar e nos deixava em suspense até que no dia seguinte dizia “Vocês lembram-se daquela história do barco, das velas e do vento?”. Obrigado Zé começa a ser tão banal que talvez o melhor agradecimento que alguma vez te possamos fazer é de dar continuidade aquilo que nos ensinaste com muito profissionalismo, dignidade e muita simplicidade, quando muitos no teu lugar dariam lugar ao markting e à teatralidade.
Bom mas já devem ter percebido que a metáfora a velas e do vento não foi por acaso. O Barco é o Zé, nós somos os tripulantes, as velas é a Ana e o Vento é o Tó.
Nós os tripulantes queremos que o barco navegue com serenidade que a quilha corte as aguas com suavidade e docemente. O comandante também. O problema é que as velas do barco são novas, e que lindas que elas são, tem qualidade, tem textura e estão habituadas à brisa serena, enquanto o vento gosta de mostar a sua força o seu poder, a nortada. Sopra com toda a sua alma o que também é bom quando se quer navegar mais depressa. Só que o vento quando é muito forte quase rasga as velas e elas chiam quase como a gemer baixinho. O vento parece insensível às velas, mas não é, o vento quer abraça-la, quer aceitá-la como ela é e as velas querem encontrar a sua harmonia para que o vento se encaixe no seu bojo…e o que nós todos queremos é apenas fazer uma viagem tranquila, sem enjoos, mas como tripulantes se forçar-mos as velas o mastro pode partir-se, se forçarmos o vento, vem um temporal, por isso não podemos forçar.
A única coisa que podemos e devemos fazer é em conjunto, abraçados em circulo gritar primeiro baixinho e depois em crescendo “CANCHTTZ” e esperar que as lágrimas com que que escrevo estas linhas vos escorram pela face abaixo no momento em que as velas e o vento se ajustem e encarnem o verdadeiro espírito dos 7up.

Carlos

O Carlos tem sido para mim uma confirmação. Um dia disse-lhe: Carlos, atrevo-me a dizer-te, que não podes melhorar nada, só podes piorar. Para dizer a verdade fui eu mas na posição perceptiva nº 3. É claro que todos podemos melhorar sempre, não através da vagina cósmica mas na flora intestinal do teu cerebro muito rico em proteínas que “incomodam” os outros. Mas é na tua dimensão de homem que procura o seu Deus que corres o risco de ainda te afastares mais de nós, mas nem por isso deixaremos de gostar de ti.

Helder

O Hélder é o nosso avozinho, como ele se assume perante a Ana. É um homem carinhoso, sensível e com uma experiência de vida inigualável. Está em todas. Não perde uma. Parece o Queridinho. Dou-vos um conselho, não percam um abraço dele, porque ele tem a arte de nos abraços pormo-nos mais perto do seu coração. Obrigado Hélder pelo teu companheirismo e claro por partilhares comigo e a Cristina o teu jarrinho de vinho

Nuno

O Nuno regressou e teve um fim de semana inolvidável. Aconteceu-lhe de tudo talvez devido ao jet-lag. Chegou atrasado, adormeceu, partiu tábuas, caminhou sobre o fogo vez viagem longínquas mas teve um momento fantástico, como pessoa fantástica que é. Fez de Cristo-Rei, não sei se de Almada ou de Pão de açúcar no Rio de Janeiro. Sei que quando decidi fazer a minha travessia sobre o fogo, dou com aqueles olhos enormes, aqueles braços gigantes abertos como a convidar-me ao abraço e todas as minhas duvidas se dissiparam.
Obrigado Nuno…tinhas de ser tu. Por mais anos que viva sei que não te vou esquecer.

Cris

A Cris merece de todos nós um agradecimento e de mim muito em particular. E porquê? Porque sabe receber, disponibilizar-se, mas sobretudo pensar nos “outros” e oferecer-lhes desinteressadamente o que tem. Sabem que ela anda naquele curso dos “elefantes”? Não sabemos o que se lá passa, mas que tu nos transmites ensinamentos esquesitos, lá isso é verdade. Quem é que de entre nós teve a ousadia de exigir feedback? E sobretudo quem o faz publicamente. Sabemos também que o fazes porque acreditas em nós, na nossa boa fé e que queres o melhor para ti, mas faze-lo com a tua dignidade e despreendimento, revela a tua capacidade de renovação. Obrigado por seres como és. Melhora o que quiseres em ti, transforma-te, modela quem quiseres, mas não percas esse sorriso que dá brilho aos teu olhos e nos faz sentir a felicidade.

Vian

O Vian é uma jóiinha. No pouco tempo de convívio deu para perceber que é um gentleman. Sabe estar e tem uma qualidade entre outras obviamente. Sabe ouvir, sabe reservar-se, é discrecto. Tem qualidades da escola do desporto, é leal, combativo e amigo. Tens tudo para conquistar o teu mundo. Gostei muito de ter partilhado aquele fim de tarde de sábado a atravessar o fogo e de te ver abraçado aos CANCHTTZ

Antonieta

Um sábado ao final da tarde vi aquela mulher hesitante e ao mesmo tempo desejosa. Havia muito tempo que não estava com uma mulher naquele estado e só me vi em determinado momento a empurra-la com os meus olhos e a gritar mudamente”Vai,vai, vai que vais conseguir. Por encanto ou não os nossos olhares trocaram-se e vi a hesitação a partir e a decisão a chegar. Foi com isso que me conquistaste. Atravessas-te as brasas, todos te abraçaram, vi no teu rosto a felicidade de também teres entrado no nosso céu e quando nos abraçamos despidos de qualquer sujidade corporal senti nos meus braços uma mulher feliz. E como eu admiro mulheres felizes e decididas. Parabéns Antonieta. És uma grande malha.

A Sementeira

Foi a maior sementeira a que assisti e recordei uma história muito antiga numa discussão académica similar. Discutia-se se a qualidade da terra seria apropriada, se a localização a mais indicada, as quantidades da rega, a exposição solar, tudo isto entre pessoas com formação académica e nunca mais se punham de acordo, até que um velhinho camponês que passava deu um conselho a qual ninguém consegui retorquir. Disse ele então: “Cavem fundo, lancem as sementes, metem-lha estrume e cagem nos doutores.

Paul Klee (1879-1940)

"A single day is enough to make us a little larger..."

Foi o que senti neste fim-de-semana.

Todos nós estamos a dar passos de gigantes. Embora a passada possa ser diferente para cada um sinto que o caminho é o mesmo, a evolução espera-nos ansiosamente.

Aquela churrascada de gigantes...

Aquele jantar de Imperadores...

Quantos mais Gigantes e Imperadores me rodearem maior me torno.

Muito obrigado a todos

Vian e Antonieta: Foi um grande prazer conhecer dois Grandes Gigantes como vocês. Uma brisa nova é sempre um começo para uma nova realidade. Um obrigado muito especial a vocês.

Obrigado a todos

domingo, maio 23, 2004

OBRIGADO

Investigámos as fontes das nossas motivações
Andámos sobre brasas
Atravessámos tábuas
Desbravámos as nossas memórias
Contruímos futuros
Sempre contigo
Contigo não só na mente
Contigo no corpo fisicamente corporal
Estiveste sempre sempre presente
És altamente agradável
Preencheste concretamente espaços gigantes
Houve mesmo quem algures por lapso te deixasse
E sentisse imediatamente a tua ausência
Obrigado

sexta-feira, maio 21, 2004

A Senhora Maria Odete

Tem cara de Lua Cheia a senhora Maria Odete, que vende flores na Graça. E que graça ela tem quando lhe digo que ela tem as flores mais bonitas da Graça.
Tudo isto “en passant” num ápice, numa fracção de segundos. É um estímulo. Uma massagem, ou o que quiserem chamar. É simples, sem estruturas pesadas mas funcional. Amanhã, quando por lá passarmos e repetir que ela tem as flores mais bonitas da Graça, vou voltar a ouvir “Obrigado meu senhor, são mesmo as flores mais bonitas da Graça”.
Não sei a representação interna que a senhora faz, mas que ela já me conquistou, já.

Babe Ruth (1895-1948)

"It's hard to beat a person who never gives up."

Conta-me uma história...

Sabem o que sinto quando uma história está a chegar ao fim? Peço mais. Quero mais. Quero que me contem outra história.
É o que se está a passar com o chegar ao fim do Practitioner. Ainda não acabou e parece que já sinto saudades.
Foi muito bom ter-vos conhecido. Foi muito bom ter andado na “escola” convosco. Foi muito bom a hora do recreio, a hora das refeições e sobretudo a hora do reencontro. É um facto que existe magia entre nós. É um sentimento único o que partilhamos. A representação interna que tenho é a daquele canteiro, onde o jardineiro lançou à terra várias sementes, foi regando, regando até que as flores começaram a despontar. Cada uma com as suas características, de diferentes cores, mas todas elas com a sua beleza.
E, dizia eu, que ao aproximarmo-nos do fim, sinto saudade, que quero mais, mas talvez tenha chegado a hora de por de lado o biberão, a chupeta e começarmos a gatinhar que é o passo que antecede aquele que nos põe de pé, para podermos olhar para o céu e agradecer a bênção que foi a de “alguém” nos ter reunido sem nos conhecermos com uma pessoa desconhecida numa rua de um bairro de uma cidade, num quartinho muito frio a que me apetece chamar de “santuário”

Era uma vez...

Era uma vez uma vez em que esperou a vez para poder dizer a si mesmo que era a sua vez.
E quando chegou a sua vez não teve coragem para enfrentar a vez que lhe cabia.
E ficou à espera da próxima vez.
E quando ela veio já a sua vez tinha passado e perguntou-se a si mesmo se haveria uma próxima vez.
Há sempre uma próxima vez, disse o ancião especialista no estudo das vezes.
A questão é se na próxima vez diz e faz o que quer dizer e fazer quando chegar a sua vez, no momento preciso da sua vez, até mesmo antecipando-se à vez do outro ou no momento exacto da sua vez..
Porque passada a sua vez é tarde demais. Porque, como o ancião diz, há sempre uma próxima vez, mas essa vez, se calhar, já deixou de estar ao seu alcance pelo simples facto do padrão estabelecido que é o de adiar a vez.
E então é bom perguntar-se quantas vezes tenho ainda a oportunidade de aproveitar esta vez?
Com tanta insegurança não seria bom aproveitar a minha vez, aqui e agora?

quinta-feira, maio 20, 2004

Knock...knock...knock

Do mais valioso que tens dentro de ti escolhe um valor, um sentimento, uma sensação. Dessa escolha pensa numa pessoa com quem gostarias de partilhar essa escolha e pergunta ao teu inconsciente “ Ouve lá ó inconsciente, importas-te que eu partilhe esta escolha com o meu amigo?” Se ele anuir ao teu pedido, formula um desejo. “Desejo que o meu amigo receba o que de melhor eu tenho para lhe dar” e observe nos próximos dias o comportamento do outro. Se o inconsciente não anuir agradece-lhe e tenta com outro amigo.
Na semana seguinte dia quando estiver com esse amigo pergunte-lhe: “se eu te pedisse
que me desses o valor mais importante que tens dentro de ti, o que me darias?”…e surpreenda-se…

quarta-feira, maio 19, 2004

Friedrich Nietzsche (1844-1900)

"What does not destroy me, makes me stronger."

Sempre que te aconteça qualquer coisa que não gostes podes sempre fazer esta pergunta:

"O que posso aprender com isto?"

Assim o próprio pressuposto desta pergunta, quer queiras ou não, irá transformar o sentimento expontaneo em sentimento evolutivo.

Tudo está nas vossas mãos.

Existem dois tipos de pessoas:

As que acreditam que viver é o maior dos milagres de sempre e as que não acreditam nisto.

Qual deles é o seu tipo?



terça-feira, maio 18, 2004

Comunicação

A propósito de um "Bidão" que surgiu finalmente e procurando saber quem eramos os 6 que se tinham inscrito e os que disseram que não iam, fiquei a saber que era eu a que não estava inscrita.Pode ter sido confusão ou ...
Isto fez-me pensar que a clareza de espírito e de linguagem é fundamental e que eu pessoalmente preciso de a desenvolver. O Nuno fez-me sentir que explico bem conceitos e logo boa comunicação, mas realmente sendo honesta comigo sei que por vezes sou confusa.

E eu preciso de uma linguagem clara e eficiente.
por isso aqui fica um desafio aos colegas:
- feedback cada vez que me enrolar e for pouco explicita
- abordar directamente e perguntar...

Por estarmos os 7 todos juntos Os Parabens claro que só por sermos quem somos é que 100% do practicioner vai para o Master.Confesso que fiquei surpreendida pelo Carlos. Um Abraço para ti carlos pelo facto (é melhor dar pessoalmente visto que não vens ao blog).

Para festejar deixo-vos um refrão de uma canção do Gonzaguinha de um disco oferecido há 10 anos por um Sábio brasileiro:

viver e não ter a vergonha de ser feliz
cantar a beleza de ser um eterno aprendiz
eu sei que a vida deveria ser bem melhor e será
mas isso não impede que eu repita
é bonita, é bonita e é bonita


Obrigada

segunda-feira, maio 17, 2004

O que significa P N L ?

Quem tem a definição mais original para as letras P N L ?

Satélite

É no Satélite que entramos em órbita. A mesa reservada, a simpatia dos empregados e a qualidade do serviço são a bandeira que aos fins de semana hasteamos nos nossos estomagos. Aqui fica nosso testemunho simples mas justificado pela relação preço/qualidade/profissionalismo. O Satélite, é um restaurante na Graça onde o Helder faz o favor de dividir o seu jarrinho de vinho tinto comigo. É nas coisas mais simples da vida que encontro os grandes gestos.

Ares da Graça

A Graça é como quê?
É como um bilhete de identidade onde todos apesar de terem a idade certa, aparentam muito menos. Como se explica que a Marieta com 80 anos aparente 60 , o Zé com 60 aparente 50 e o Helder aspas,aspas. O nosso sonho é que na Graça o contágio se propague de forma a fazer inveja às "tias" da linha. Se possivel avisem a Ana para evitar que frequente a zona porque se ela ficar com 10 anos tem que ficar em casa a fazer os deveres.

O aprendiz de mágico

Sempre gostei de ser aprendiz, mas o que gosto mesmo é de ser mágico. Não sei porquê, está-me no sangue, corre-me pelas veias aquela vontade de fazer aparecer com um simples click o sonho mais simples duma criança em adulto, porque dar à criança que existe dentro de nós aquilo que ela mais deseja é o truque mais completo que qualquer mágico adora realizar.
Assim no próximo sabado preparem-se porque o aprendiz de mágico, vai aprender o ultimo truque que lhe falta para
ser promovido a mágico e tal como no ultimo domingo, o aprendiz parou, olhou ns olhos do Dragão, abriu os braços e perguntou-lhe " Que queres de mim?" e o Dragão desapareceu...na auto estrada em direcção ao Porto

A Vida

É certo que é da uva que se extrai o vinho, mas é muito mais bela a vinha, com a sua terra incomestível e as suas filas de cepas, do que jamais será uma dorna de vinho.

Robert Musil in "O homem sem qualidades"

Finalmente

Uff. Já vi muito filmes, de tantos tamanhos e cores que pensei até hoje que já não assistiria a mais nenhum filme que me espantasse. Já sei, já sei, querem o nome do filme. Ok, eu digo. "Finalmente o Nuno chegou"

Ilha da Paz

Estou só num ilha pequena onde vejo a linha do horizonte com o mar estanho. O mar chão. Alguns coqueiros me protejem da luz do sol. Cerro o olhos e vejo pessoas pequeninissimas conhecidas que me dizem olá. Sei que não estou a sonhar. Sinto-me na ressaca do conflito das partes. O deficit da minha alma recompoe-se. Sinto o peito aberto atestado de sabedoria que prefiro manter em segredo. Estou em convalescença, a preparar-me para uma nova vida. Ainda me encontro na ilha, à espera de um pequeno bote que me leve para fazer o meu caminho, mas a maré vaza ainda espera as lágrimas que permitirao aumentar a volumetria que permitirá que o bote consiga navegar para me levar a bom porto.

1 Sétimo

Eu sou apenas um sétimo de um grupo que como “compagnons de route” faz a viagem que sabia desejar mas não conseguia realizar porque não dispunha de “recursos” necessários, ou seja, tinha matéria-prima mas não a sabia utilizar.
Sinto-me em transformação, como querendo dizer “ a viagem já começou”. Sinto-me a despir comportamentos e a vestir novos valores. Sinto-me tão pequenino como um grão de areia entre o indicador e o polegar. Sinto-me a reavaliar a minha dimensão…é quase um regresso às origens mas carregado de conhecimentos.
Quero-vos pedir perdão se fui indelicado convosco, se não vos dei a atenção devida ou se não vos ajudei a ultrapassar as vossas dificuldades. Perdoem-me se vos incomodo quando as minhas lágrimas se atravessam entre nós. Perdoem-me se nos meus testemunhos não abraço o que há de mais sagrado em vocês. Perdoem-me se na minha imensa pequenez de dimensão humana não vos consigo completar como vós desejáveis.
Como um sétimo dos CANCHTTZ sei que tenho a minha função de equilíbrio como todos vocês e não vou fugir, nem tão pouco esconder-me no conforto da vossa sombra.
Sei que a vossa benevolência é imensa e que me aceitais como sou, mesmo quando na pacatez de uma refeição em publico irrompo com voz de trovão dizendo”Meus senhores minhas senhoras, quero-vos dizes a verdade, os filhos que não têm pai, são filhos do senhor abade”, não pensando que posso estar a ser inconveniente. E é exactamente nesse sentimento que comungo e aceito que é no reconhecimento da nossa nova dimensão que nos tornamos enormes na sede de conhecimento, na compreensão dos outros e também quando nos despimos da grandeza que julgávamos ter.
Sou apenas um sétimo, mas contagiado pela vossa omnipresença, por tudo o que temos vindo a partilhar, pela entreajuda quando algum de nós fraqueja que quero testemunhar publicamente que a amizade e porque não o amor inocente e puro que nos une é sem dúvida o melhor dos alicerces para construir nem que seja uma nova cabana.

Na rua Sª do Monte
Também há um S. José
A construir um presépio
Para gente de muita fé

sexta-feira, maio 14, 2004

Nietcshze

O homem que vê mal vê sempre menos do que aquilo que há para ver; o homem que ouve mal ouve sempre algo mais do que aquilo que há para ouvir

Destino

A pessoa que chega ao destino raramente é a mesma pessoa que partiu.

O mundo de pernas para o ar vs beleza


Amor

O amor é o silencio mais fino

PNL - Ganhos secundários

Os dias são curtos, as semanas pequenas e os meses poucos.

Fernando Pesssoa

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pr'a saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar...





quinta-feira, maio 13, 2004

Últimas notícias

A plantação de CANCHTTZ foi adiada para 22 de Maio.
Resolvemos esperar mais uma semana para podermos juntar às nossas energias o sol, as águas, as imagens, os sabores, os cheiros, o ritmo musical, da América do Sul.
Este fim de semana saborearemos produtos das águas do Norte, e esperamos a companhia da nossa nova mascote, Maria, que parece possuir o elixir da JUVENTUDE. Como Pnlianos que nos prezamos queremos aproveitar esta possibilidade para uma modelagem dum dos segredos da Graça numa atmosfera de actividade, amizade e criação.

terça-feira, maio 11, 2004

Esta mulher é um Espectaculo

A Ana está imparavel. Não lhe bastava tirar um 15 a informática, apresenta agora um 17 a Estatística. Parabens. És um exemplo a seguir.

O Futuro do Amor

Quando era pequeno lembro-me de ver meia dúzia de pintainhos adoráveis a sair dos ovos à bicada, debaixo do calor da mãe galinha. Naquela primeira impressão visual adquiri que deveria ser penoso para os pintainhos o processo de nascença, mas ao mesmo tempo ansiosos ou porque não dizer literalmente a morrer por nascer. Na altura em que iniciam o exaustivo processo de bicar, o interior da casa encontra-se de tal forma contaminado que se não abrissem caminho à força ficariam sufocados no ambiente que até aí os protegeu.
Também nós muitas vezes nos encontramos neste processo. Quantas vezes não estamos a morrer por nascer, mas porque estamos envoltos em cueiros psicológicos sentimos que não temos escolhas ou pior ainda, recusamo-nos a bicar a casca do ovo que nos envolve.

segunda-feira, maio 10, 2004

FELIZ ANIVERSÁRIO


Celebra no próximo dia 12, quarta-feira, o seu anversário o nosso grande amigo Jose Figueira. Em nome dos teus amigos e em particular dos Sevenup, recebe um abraço de Parabens.

A ARVORE DE CANCHTTZ

No próximo sabado os Sevenup vão juntar as sementes de flores que cada um transportar e em simultâneo plantar uma arvore que vamos chamar de "CANCHTTZ". Será um momento pleno de simbolismo, porque "CANCHTTZ" é a nossa matriz. Cris, Ana, Nuno, Carlos, Helder, Tó, Tito, Zé.

"CANCHTTZ"

Era uma vez uma uma estrela quase imperceptível no negro azul do firmamento.Cintilava como se estivesse a chamar à atenção. Procurei nos livros cheios de pó que sacudi com um pano de veludo amarelado a precisar de ser lavado. Descobri depois de muito procurar o nome daquela estrela que me invadiu e que eu não queria perder. Tinha um nome que nunca ouvira anteriormente. De seu nome ASA, que em linguagem astrológica significa Amor, Sabedoria e Amizade. Com os pés ainda assentes em terra fui sugado pela ASA onde entrei num palácio rodeado de pequeníssimas estrelinhas e onde consegui visualizar flores cristinas, fadas anitas, símbolos helderianos, gigantes carlistas, todos rodeando um pelourinho onde um ponto forte nunista com sinais antoninos e com uma apagada mascara de tristeza orlandina, se centravam na sabedoria fixante do zepling.
Vi-me rodeado de imagens coloridas, cheias de sons e plena de sensações. Foi como se uma tremura de prazer e passos no vazio me fizessem ter vontade de me beliscar.
Nos jardins da ASA um maestro regia uma pequena orquestra que tocava uma partitura em sustenidos e que me encheram os ouvidos por completo.De repente um rasto de luz poderosa deixa um som que identifiquei como “CANCHTTZ”, que até as outras estrelas se moveram para acompanharem o estrondo e subitamente aquela estrela ganha uma luz brilhante, tão brilhante, que deixa de ser cintilante e tudo apenas porque um zepling lançou uma semente de amor, sabedoria e amizade chamada sevenup que deu origem a uma nova estrela, ainda sem nome e muito minúscula mas que na infinita dimensão espacial terá lugar no céu daquela noite em que se constrói o presépio.

Cris


A Cris é espectacular. Consegue fazer cursos em part-time, participar em congressos, partir tábuas, fazer de mágico, organizar a noite da balda, criar fundações...etc etc etc...és realmente uma companheira com quem se tem prazer intelectual.Obrigado por seres como és.

Nini


A Ana, tambem conhecida por Nini apresentou-se à comunicação social com o novo "look" Elsa Raposo. Claro que a nossa Ana é muito mais charmosa e talentosa, porque soube hoje pela "Lusa" que tirou 15 a informática. Gostei muito da tua postura no fim de semana, especialmente no Domingo, pelas razões que nós sabemos. Tu tens crescido tanto que o Luis, teu pai, não deve ganhar para compar roupa para a tua altura intelectual.

Tito


"Be Happy" é objectivo do Tito e só tem motivos para sorrir porque o Mágico através da Cris ofereceu-lhe uma tela com o nome de "Viver"

Helder


Helder com a sua janela para o infinito. Força Helder. Este fim de semana gostei imenso da tua postura. Fisicamente optimo, psicológicamente excelente, um exemplo de companheirismo. Obrigado Helder por poder privar contigo.

Carlos


Carlos com a sua tábua. Como ele disse durante semana atravessa muitas tábuas e provavelmente até já terá partido algumas na nossa companhia que não a que nós queriamos vê-lo partir. Simplesmente...Carlos.


Este fim de semana foi verdadeiramente teu. Talvez tenhas conseguido tudo aquilo que faz de ti um Homem na sua plenitude, mas isso só tu mesmo é que podes avaliar. Contudo foi comovente o abraço com a Ana. Obrigado por teres permitido que te conhecessemos melhor.

Mestre Jose Figueira


Foi um fim de semana muito preenchido e conduzido com a maestria do Jose Figueira. O Zé para mim é um sábio, porque alia o conhecimento à simplicidade. Obrigado Zé pelo exemplo de excelencia humana com que nos presenteias permanentemente.

Pechincha

Porsche com muito pouco uso, vende-se.

sexta-feira, maio 07, 2004

Golfe e o significado da vida

Bill está mesmo à beira do putt no seu 5º green num campo de golfe ao longo duma estrada secundária de província. Naquele mesmo instante passa um cortejo fúnebre.
Bill é célebre pelo seu alto grau de concentração.
E, inesperadamente, naquele momento, Bill ergue-se e tira o seu boné. Momento de silêncio total.
Sid, o seu amigo, olha para Bill com olhos esbugalhados de espanto.
- Que respeito da tua parte, Bill, diz Sid. “Nunca, mas mesmo nunca nos anos em que jogamos juntos te tinha visto interromper um putt. Estou pasmado”.
- Oh, responde Bill mais ou menos indiferente, era o mínimo que podia fazer. No fim de contas fizemos juntos 40 anos de casados.

quinta-feira, maio 06, 2004

Como a vida pode ser bela

Hoje quando saí de casa ao chegar ao carro constatei que tinha sido assaltado. Ao ver o vidro traseiro partido e os estilhaços espalhados pelo assento, procurei constatar o que me tinha sido furtado. Talvez um par de óculos e pouco mais quando de repente dou comigo a pensar. És mesmo um tipo com sorte!
Ao por o carro em marcha, vi que não me tinham furtado o telemóvel, portanto logo um sinal positivo. Depois com o andar do carro constatei que apesar da chuva conseguia ouvir com mais nitidez o “spray” provocado pelo deslizar dos pneus e sentir também um fresquinho matinal que entrava pelo vidro quebrado. Já eram dois aspectos positivos. Continuei a pensar, bom agora passas pelo banco e vais à oficina da marca onde enquanto esperas que te substituam o vidro podes deliciar-te com os últimos modelos da Mercedes-Benz e inclusivamente podes rever alguns amigos ou encontrar um cliente e teres a hipótese de fazer algum negócio para o banco. Continuava nesta onde positiva que ainda não terminara, porque pensava eu “ainda bem que o alarme não disparou, porque tinha acordado a meio da noite, tinha-me incomodado, não adiantava nada e provavelmente não conseguiria pegar no sono”. Como a mudança do vidro demorou mais que o esperado fui almoçar e só à tarde regressei ao trabalho. Foi uma manha relaxante o que tenho de agradecer ao assaltante e remato com esta “se ele me tivesse pedido ajuda ou dinheiro eu ter-lhe-ia dado em dobro o que ele me tivesse pedido, o que comparativamente ao que ele me levou significaria que mesmo assim eu fiquei com um crédito superior”. Por tudo isto só tenho de lhe agradecer, esperando que ele tenha minimizado os seus “problemas” e especialmente por me ter dado um dia diferente, uma história para contar aos meus amigos mas sobretudo por ter conseguido relativizar que o que me aconteceu. Foi o melhor que me podia ter acontecido naquelas circunstâncias.
P.S. Já me esquecia…ainda ganhei um vidro novo no conjunto dos vidros usados que o carro tinha. A vida pode bem ser melhor apesar de nem sempre correr como desejamos. A vida é bela!

Brasil

Caros PNLianos

Estou triste porque nao vou poder comparecer no proximo fim-de-semana.

Estou a tirar uma serie de cursos sobre a reciclagem. Eles estao bastante avancados em relacao ao nosso Pais.

Estou a utilizar tecnicas de modelagem para podermos importar a experiencia Brasileira.

Quando regressar vou combinar com o nosso Big Mestre Jose Figueira para vos poder acompanhar na materia.

So vou regressar dia 11 de Maio. Estou torcendo por voces (ate ja vou escrevendo em brasileiro eh,eh,eh)

domingo, maio 02, 2004

Declarações para memória futura

"O amor nasce de quase nada e morre de quase tudo"
Dantas, Júlio

"A nossa alma rende-se muito mais pelos olhos, do que pelos ouvidos"
Vieira, António

Liberdade

"A liberdade total dos lobos equivale ao exterminio total das ovelhas."

BELEZA

BELEZA é a Harmonia do todo, o alto e o baixo, o perto e o longe, a alegria e a tristeza, o ódio e o amor, a raiva e a entrega. Nós temos o todo dentro de nós, mesmo quando não o reconhecemos.
Por isso todas as partes que compoem o grupo são partes de cada um de nós.

Os poemas que tu, tito, escreveste são lindos, denotam a tua capacidade de análise, de simplicidade, grande sensibilidade acompanhados pela força que te caracteriza.
Todas essas emoções aí dentro têm de sair e essa tua forma é um dom.

É sem duvida alguma um privilegio estar neste grupo

sábado, maio 01, 2004

1º MAIO

«Não preciso de amigos que mudem quando eu mudo e concordem quando eu concordo. A minha sombra faz isso muito melhor.»

Só falta uma semana para o reencontro



NINI

És a Nini do primeiro dia, senhoril adolescente
Estudante de psicologia latente
És sensivel pela vida sofrida
És adulta pela vida vivida
És mulher que te queres afirmar
És um passarinho a chilrear
És um sol a nascer
És a Lua em quarto crescente
És um incendio que te apagas
És uma emergência adiada
És um sonho em projecto
És uma vida em aberto.

Tens um jeito muito teu
Uma fala especial
Que procuras nas pautas da vida
A letra perdida
No conhecimento que tens
O vazio por preencher
Nas folhas dos livros que lestes
Aquilo que não aprendeste
E na imensidão do mar no horizonte
O olhar que te falta.

CARLOS

Vives num mundo que é só teu
Onde nada se cria porque tudo cresceu
Onde por ironia quanda falas não te entendem
E quando te calas, todos ouvem o teu silencio.

CRIS

Cris de cristalina, Cris de Cristal, Cris de Cristina
Tens o sorriso na alma de quem já muito viveu
Tens estrelas à tua espera coladas ao céu
Tens pedras na mochila de quem já muito sofreu
Tens um jeito especial de pegar nas palavras
Tens fome de tudo que vem do alem
Tens presença que não se dispensa
Tens saber com significado
Tens mão de artista e paixão embrulhada
Tens perfume no andar de uma estrada molhada
Tens um sol dentro de ti que faz escaldão
Tens na palma da mão o teu coração






HELDER

Nasceste pé descaço
e assim ficaste carimbado
brincaste com os teus pares
sentaram-te nos bancos de traz na escola
e eliminaram-te das fotos oficiais
Cresceste
Fizeste-te à vida
Trabalhaste
A vida roubou-te o que nunca tiveste
Lutaste
A vida surripiou-te a descendencia
Amaste
A vida desiludiu-te até que
Acordaste, olhas-te para o céu e puseste os teus olhos lá
Encontraste um novo caminho que te irá levar a outros caminhos
e a outras "gentes", onde te recebem como és, na tua simplicidade complexa
A tua nova família.